Rejuvelac: a bebida viva!

Acredito que um dos grandes problemas das pessoas mal encaradas é não fazerem um bom cócó e não terem intestinos que funcionam regularmente. Quando alguém é antipático comigo penso logo nisso, “tu precisavas era de fazer um bom cocó”. É muito cómico, até porque só a palavra cocó faz soltar risinhos infantis, mas é mesmo verdade. Há mesmo quem diga que se toda a gente comesse bem, com fibra, haveria paz no mundo. Será tudo isto um problema de obstipação e má alimentação?

Esta receita vem ajudar os intestinos tristinhos e alegrar os intestinos já felizes. 70% do nosso sistema imunitário está nos intestinos, há que trata-lo bem! Nada se funde tanto em nós como a comida: nós somos o que comemos, definitivamente! E é no intestino que a comida é processada para o sangue, dando-nos os nutrientes que precisamos para viver bem. O intestino tem de estar saudável para que esse processo aconteça e nada melhor do que próbioticos naturais como comidas fermentadas. O rejuvelac, esta bebida viva, maravilhosa, quase sem sabor e fácil de preparar, é uma solução óptima, já que ajuda a aumentar as bactérias benéficas do intestino e cólon.

O rejuvelac é um tónico para o organismo, depura, limpa o intestino, dá-lhe bactérias boas, e ainda tem lactobacilos, proteínas, enzimas e vitaminas do complexo B, E e K. Uau, certo? A melhor parte é que é super fácil de fazer e ainda pode ser usado em molhos, queijos e outros preparados crus. Algumas fontes referem que tem ainda vitamina B12 mas não encontrei nenhum artigo que o comprove. Pelo sim pelo não, é experimentar e comprovar.

Basicamente, o rejuvelac é a água da fermentação de um grão a germinar. É necessário demolhar um grão de um dia para o outro, e depois lavá-lo e coloca-lo em água. Easy peasy.

Veja todos os pontos em baixo, e como grão pode usar trigo, cevada, quinoa, linhaça ou arroz, sendo que o mais comum é o de trigo. Se usar trigo lembro que o rejuvelac de trigo não tem glúten, já que está não é solúvel na água.

Eu usei quinoa, era o que tinha na despensa. E com os restos da quinoa germinada, depois de obter o rejuvelac, fiz uma bela salada que temperei com ervas frescas, limão e azeite. Nada se perde, tudo se come.

Ah, o rejuvelac não tem quase sabor. No segundo dia parece simplesmente água com limão, mas é bom!

Ingredientes

1 cup de quinoa ou outro grão/semente

água para demolhar

PARTE 1 – GERMINAR A QUINOA

Lave bem a quinoa em água corrente. Coloque-a num frasco e cubra-a com água. Deixe demolhar 24h. Retire a água, deixe os grãos no frasco e lave-os 2 a 3 vezes por dia até começarem a germinar.

PARTE 2 – O INICIO DA FERMENTAÇÃO

Coloque os grãos germinados numa jarra esterilizada (eu fervo água e deito-a a ferver para dentro da jarra e depois retiro essa água) e junte 4 chávenas de água. Deixe repousar 2 a 3 dias. Não precisa de lhe mexer mais.

A água vai ficar turva e pequenas bolhas irão aparecer.

PARTE 3 – REJUVELAC!

Coe essa água (rejuvelac). Beba ou use para fazer outras receitas, como queijo vegetal. Dura 1 semana no frigorífico.

Use os grãos para uma salada ou no que preferir (não deite fora, pelo amor da santa, são ouro nutricional!)

NOTA – não use utensílios de metal durante todo o processo.

2 Comments on Rejuvelac: a bebida viva!

  1. Sofia Gomes
    8 Fevereiro, 2017 at 13:46 (2 meses ago)

    Muito obrigada pela partilha, é mesmo disto que eu preciso, obrigada, bjs

    Responder
  2. Dulce
    14 Março, 2017 at 2:01 (2 semanas ago)

    Vou experimentar!

    Responder

Leave a Reply