thumb_IMG_3959_1024

 

A Joana do Just Natural, Please convidou-me para responder a esta TAG – Conhecendo Novos Blogs. O objectivo é dar a conhecer outros blogs e, ao mesmo tempo, conhecerem que está por detrás de cada blog um bocadinho melhor. Espero que gostem e obrigada, Joana!

1.O que te levou a começares este blog?

Criei o blog The Love Food em Junho de 2010. Na altura não havia blogs sobre comida vegana/vegetariana em português e tive muita vontade de partilhar receitas e desmistificar preconceitos que existiam (e existem) em relação à alimentação vegana e saudável. Foi, antes de mais, um enorme desejo de partilha.

2.Qual a origem do nome do teu blog?

Quis que estivesse, de alguma maneira, relacionado com amor. Quando comemos, quando fazemos comida para os outros, quando fazemos escolhas a pensar no bem que fazemos, é um acto de amor próprio e pelos outros. E o veganismo é, de facto, um acto de amor e de extrema sensibilidade para com os outros, pelo planeta e pelos animais. Não poderia deixar de ser The Love Food.

3.O que de melhor o blog tem trazido para a tua vida? Porquê?

O blog mudou a minha vida. Eu era actriz. Neste momento tenho uma fábrica que produz delicias veganas e saudáveis e que distribuo para o país todo. Não teria sido possível sem ter criado o The Love Food. Se me dissessem há 5 anos atrás que a minha vida seria como é não iria acreditar. É a partilhar a palavra, ensinar as pessoas a comer melhor, dar-lhes comida boa, honesta, feita com bons ingredientes que acredito ser possível mudar um bocadinho o mundo. E isso faz-me dormir muito bem.

4. Como concilias a tua vida pessoal e profissional com o Blog?

Neste momento não consigo. Quando comecei o blog estava a terminar um mestrado, trabalhava em várias companhias de teatro, fazia televisão e trabalhava numa empresa de investimentos. Alimentava o blog com receitas, dicas e videos pelo menos duas vezes por semana. Hoje tenho um bebé e uma fábrica a todo o gás, cozinho menos e o meu tempo livre desapareceu. Infelizmente, se conseguir postar uma receita por mês é milagre 😀 Mas vêm aí surpresas que já estou a preparar há meses! De qualquer maneira o feedback dos leitores tem sido sempre maravilhoso, e o The Love Food tem já uma “bagagem” de informação e receitas que nunca vão passar de moda!

5. Onde encontras inspiração para os conteúdos do teu blog?

Em todo o lado. Tenho uma enorme biblioteca de livros de culinária, adoro livros. A blogosfera também é uma inspiração enorme. Mas o que mais me inspira é ir aos mercados e quintas, comprar legumes e fruta da estação. A minha cabeça fica a mil, magico logo imensas receitas.

6. O que mais gostas de cozinhar?

Neste momento sopas e papas! Gosto muito de fazer o jantar, é a minha refeição preferida. Também gosto muito de inventar bolos. Gosto muito de cozinhar, ponto.

7. Como imaginas o teu blog daqui a 3 anos?

Quero apenas que continue a ser inspirador e que leve as pessoas a ter uma vida melhor, mais saudável, mais ética e mais ecológica.

8. Quais são os hábitos diários que não dispensas?

Não tenho hábitos, adapto-me facilmente às circunstâncias. Mas há várias coisas que tenho de fazer para me sentir feliz: beijos e mimos ao meu homem, ao meu bebé e aos meus cães. Não dispenso.

9. Quais os teus conselhos para uma vida saudável?

Ter uma alimentação 100% vegetal, fazer exercício e não perder o prazer de comer. Comprar produtos da estação, de produtores locais e evitar refinados. Fugir de dietas estranhas e de ingredientes com nomes impronunciáveis: se não os conseguimos ler também o nosso corpo não os reconhece!

10. Se pudesses mudar algo no mundo o que seria?

Que toda a gente se tornasse vegana. Dizem que seria uma catástrofe, que não haveria comida para toda a gente, mas isso é uma falácia. Catástrofe é o que está acontecer hoje: a industria pecuária polui mais do que todas as indústrias, o aquecimento global sente-se todos os dias graças a isso, florestas são dizimadas para plantar cereais para ração para o gado, as pessoas morrem de doenças incuráveis ligadas ao consumo excessivo de químicos usados na indústria pecuária e na agricultura assim como por excesso de consumo de proteína animal. As farmacêuticas ficam felizes por venderem cada vez mais químicos para usar na agricultura e pecuária e medicamento para tratar as pessoas doentes que os comem. Milhões de animais são dizimados e explorados todos os dias. Se os cereais plantados para ração fossem para consumo humano não existirira fome no mundo. Ninguém existe para usufruto de ninguém. Um mundo vegano seria perfeito, saudável, equilibrado e compassivo.

Os blogs que marco com esta tag para responderem a estas perguntas são:

Universo dos Alimentos – http://universoalimentos.blogspot.pt

Compassionate Cuisine – http://compassionatecuisineblog.com

Green Food – http://greenfoodveg.blogspot.pt

Instruções para participar nesta TAG:

1 – Responder às perguntas realizadas por quem te nomeou publicando um post no seu blog;

2 – Podem criar 10 perguntas diferentes ou apenas algumas ou usar as mesmas;

3 – Marcar 3 a 10 pessoas para responderem a essas perguntas e, claro, avisá-las da nomeação.

E as perguntas são:

1. O que te levou a começares este blog?

2. O que de melhor o blog tem trazido para a tua vida? Porquê?

3. Como concilias a tua vida pessoal com o Blog?

4. Que ferramentas usas enquanto blogger (máquina fotográfica, evernote, programa de edição de imagem…)?

5. Onde encontras inspiração para os conteúdos do teu blog?

6. O que te faz manteres-te motivada e seres consistente no teu trabalho de blogger?

7. Como imaginas o teu blog daqui a 3 anos?

8. Quais são os hábitos diários que não dispensas?

9. Quais os teus conselhos para uma vida saudável?

10. Se pudesses mudar algo no mundo o que seria?

4 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*
*