IMG_2792

Escrevo numa manhã de chuva com sol, depois de ter devorado uma taça desta mousse. Já vivi em cidades muito grandes, já passei largas temporadas no campo intercaladas com temporadas na cidade, e agora que vem aí um bebé voltei para o campo. Quero que ele viva no campo, que respire o ar dos pinhais, se suje na terra, ouça os pássaros de manhã. Muitas pessoas escrevem-me e partilham este “sonho” de mudar para o campo, de abrir a janela sem ter prédios por todos os lados, e eu digo-lhes apenas que façam o que lhes apetece. Se quiser mesmo, mude. Experimente. Quebre a rotina, mude de casa, mude de sítio. Vai descobrir que o pão e os legumes comprados nos mercados de rua têm mais sabor e personalidade. Vai querer criar umas galochas que sejam pantufas ao mesmo tempo (porque é que ninguém inventou isto ainda?). Sobretudo vai acordar no silêncio e em paz, mesmo quando acorda “ahhh! Já estou atrasada!”.

Se for morar para relativamente longe do sítio onde trabalha a sua gestão do tempo muda automaticamente. E, de repente, o tempo que fica em casa é muito melhor aproveitado (mesmo quando não faz nada), e o tempo que passa fora de casa também. Quando fico em casa tenho tempo (finalmente) para me dedicar a algumas invenções e testes na cozinha nova. Esta mousse já estava na minha mira há algum tempo, inspirada daqui, e ontem vi umas framboesas maravilhosas no mercadinho de rua que achei que elas ficariam perfeitas fundidas com o trigo sarraceno – e ficaram. Se não é fã do sabor do trigo sarraceno, não se preocupe: ele está lá só para dar a textura incrivelmente cremosa! O trigo sarraceno não tem glúten e é uma fonte importante de proteínas, magnésio e ferro.

Quanto a mudar, nunca receie fazê-lo. Pode mudar todas as vezes que quiser e pode sempre voltar atrás, mas vai sempre ganhar qualquer coisa. Vai ser sempre melhor do que se se tivesse mantido no sofá a queixar e a sonhar alto.

E agora vou surripiar mais um bocadinho de mousse. Entretanto entrou um raio de sol aqui.

 

IMG_2788

  • 1 chávena de trigo sarraceno
  • 125 gr de framboesas
  • 2 colheres de sopa de compota/doce de frutos vermelhos ou outra à sua escolha, sem açúcar
  • 2 colheres de sopa de geleia de agave ou xarope de arroz

Para o topping

  • 6 framboesas inteiras
  • 4 colheres de sopa bem cheias de compota/doce de frutos vermelhos ou outra à sua escolha, sem açúcar
  • 2 colheres de geleia de agave

Demolhe o trigo sarraceno durante 8 a 12 horas.

 

IMG_2784

IMG_2785

Depois deste tempo lave-o bem e escorra-o.

Triture-o com a varinha mágica ou com o blender. Depois de já estar uma pasta junte as framboesas, a compota e a geleia de agave e triture até ter uma cor linda e uniforme.

Coloque em dois copos de servir.

IMG_2790

Para o topping: misture bem numa tacinha a compota e a geleia de agave. Deite este preparado por cima das mousses e misture com o creme, usando uma colher e fazendo movimentos para cima e para baixo, para fazer um marmoreado.

Finalize com framboesas frescas.

Leve ao frio ou coma logo. Eu comi logo!

 

Total
2
Shares

1 comment

  1. Tenho muita vontade de fazer isso, mudar-me para o campo, ter espaço para muitos animais, poder abrir a porta de casa e respirar a natureza! Um dia conseguirei, com toda a certeza 🙂

    Adorei a receita, tenho aqui uma embalagem de trigo sarraceno à espera de ser usada, assim que tiver as framboesas vou experimentar!

    Um beijinho e parabéns pelo aniversário, vai ser com certeza um ano cheio de momentos felizes 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*
*