Ultimamente tenho tido pouco tempo para cozinhar. Ah, mentira, não é só uma questão de tempo, pronto, não tenho é tido muita vontade ou imaginação. Como tenho passado o dia na cozinha da fábrica do The Love Food, quando chego a casa (tarde!) a maior parte das vezes dá-me uma preguiça enorme e não me apetece voltar para a cozinha. Só me apetecem coisas simples com o que vou apanhando na horta. E só quero refastelar-me com os meus cães e dar-lhes os miminhos que não pude dar durante o dia todo.

O meu frigorífico (até há poucos dias) estava cheio de alfaces, ervilhas tortas e favas, toca a fazer qualquer coisa que use isso até esgotar. E, confesso, eu sou capaz de comer a mesma coisas muitas vezes sem me fartar. Sou capaz de comer favas e ervilhas tortas todos os dias. E as favas e eu é mesmo um caso de amor assolapado, só sossego quando acabo tudo o que está na panela, por isso tento nunca fazer muitas de cada vez.

Então tenho feito receitas ao ritmo da estação (como sempre), que não me levem muito tempo e que sujem o mínimo de loiça possível. Shame on me.

Por isso esta receita é perfeita. Para além de ser muito simples só precisa de uma panela e, a melhor parte de todas, é tão boa! Se não tiver ervilhas tortas pode juntar outros legumes ou mesmo nada: o tofu e o tomate são um casal maravilhoso.

 Experimentem! E tenham um bocadinho de paciência comigo pela falta de receitas por aqui, prometo que é uma fase que não vai durar muito. Acabo por canalizar as ideias todas para os novos produtos que iremos ter disponíveis brevemente para encomendar (são tãaaao bons!) e para os Workshops.

E agora tenho de partilhar um dos meus poemas preferidos da Sophia de Mello Breyner Andresen (são muitos, é difícil escolher…), que eu gosto de tratar simplesmente por Sophia como se, de alguma estranha maneira a conhecesse há muito tempo. Os seus livros acomodam-se na minha estante desde que sou pequenina e as suas palavras ficam gravadas em momentos da minha vida, quase como uma banda sonora.

 Apesar das ruínas e da morte,

Onde sempre acabou cada ilusão,

A força dos meus sonhos é tão forte,

Que de tudo renasce a exaltação

E nunca as minhas mãos ficam vazias.

[line]

[line]Para 2 pessoas

  • 300 gr de tofu
  • 1 cebola grande às rodelas
  • 2 dentes de alho picados
  • 6 tomates sumarentos aos pedaços
  • uma mão cheia de ervilhas tortas arranjadas (retire o “fio” lateral)
  • uma colher de chá bem cheia de pimentão doce
  • uma colher de chá de orégãos secos

 Numa frigideira alta ou numa panela salteie o tofu num fio de azeite até dourar. Se agarrar à panela não é grave.

Junte a cebola cortada e o alho e envolva. Se necessário junte mais um pouco de azeite. Deixe a cebola cozinhar durante 5 a 10 mn, junte os tomates e envolva bem. Tape e deixe cozinhar durante 20 mn, acrescentando água sempre que necessário. Com a colher de pau raspe o fundo para retirar os pedacinhos de tofu que ficaram agarrados.

 Quando os tomates estiverem desfeitos, junte as ervilhas tortas e envolva. Junte mais água sempre que for necessário.

Tape e deixe cozinhar 7 a 10mn ou até as ervilhas estarem cozidas.

Junte o pimentão doce e os orégãos, envolva, tape e desligue do lume.

Sirva! 

8 comments

  1. Mas que coisa boa! Tomate, tofu e ervilhas tortas: Céu! *.*
    Sou como tu quanto às favas, é mesmo paixão.
    Não te preocupes com a ausência de receitas, a gente sabe que é por boas causas 😉 Beijinhos e muita sorte!

    1. Anouska, you’ve just made my day 🙂 Obrigada pelas palavras!
      Eu e as favas temos uma relação mesmo passional. Não conseguimos viver uma sem a outra. Eu até tento congelá-as, mas é mais forte do que eu, elas chamam-me, eu vou lá buscá-las, cozo-as e devoro-as num instante. Favas, figos e alperces, enquanto houver eu vou comer 🙂 Bom, podia ser pior, podia dar-me para a Coca-Cola e batatas fritas blagh 😉 Beijinhos e obrigada <3

  2. Quando apareceram as primeiras ervilhas tortas andei a comê-las durante 3 dias seguidos e soube-me pela vida! Temos de aproveitar os tempos que em temos estas maravilhas, quando acabarem só voltam daqui a 1 ano, toca de nos enchermos com elas agora 😛

    Receitas simples é o que se quer! Só sujam um tacho? Melhor ainda! Está com óptimo aspecto esta tomatada!

    Beijinhos e não te preocupes com a falta de receitas, por cá esperamos, força nesse projecto, estás a fazer algo tão bom! 🙂

  3. Adoro tomatada! Por acaso nunca me tinha lembrado de tal combinação (também porque não consigo arranjar ervilhas tortas…). Hei-de experimentar.
    Na minha casa faço a tomatada alentejana clássica, com pimentos, e já experimentei também a receita turca, com beringelas, que é excelente. Também nunca temperei com pimentão doce e orégãos, mas está a parecer-me bem. Costumo pôr sempre é uma colherinha de açúcar mascavado.
    Já fiquei com esta receita debaixo de olho. 😉
    Bjinhos,
    Sophia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*
*