Ou “como transformar um resto de arroz num banquete”?
Para as folhas de couve
1 couve portuguesa (ou outra que tenha as folhas largas) – usei 6 folhas
Corte as folhas com os talos rentes e ponha-as a cozer, com os talos para baixo, numa panela com água e sal. Guarde os restos dos talos que cortou para a sopa ou para um sumo verde. Deixe cozer durante 10 a 15 mn ou até estarem tenras. Verifique, sobretudo, se o talo está tenro – basta trespassá-lo com uma faca.

Escoe a água e reserve.

Para o recheio
1 chávena/xícara de arroz cozido (eu usei um resto de arroz de grelos, mas pode ser arroz branco, quinoa, trigo sarraceno, o que quiser, desde que já esteja cozido)
metade de uma maçã cortada aos pedacinhos ou ralada
2 cebolas cortadas fininhas
2 colheres de chá de vinagre de vinho (ou outro que tiver)
1 colher de chá de açúcar mascavado
Coloque a cebola numa panela com um fio de azeite e deixe refogar durante 20 mn ou até estar tenra.
No final, junte o vinagre e o açúcar e mexa até deixar de sentir o cheiro do vinagre (3 a 5 mn).
Envolva a cebolada no resto de arroz, junte a maçã e reserve.
Para o molho
1 cebola picada
1 dente de alho picado
5 tomates sumarentos
Uma pitada de sal
Nota – Use uma panela com uma base larga, para os charutos de couve caberem todos no fundo.
Refogue a cebola num fio de azeite. Quando começar a ficar translúcida junte o alho e deixe refogar mais  2 mn. Junte o tomate, tempere com o sal e envolva.
Tape de deixe cozinhar 15mn, mexendo de vez em quando. Se necessário junte um pouco de água.

Quando os tomates estiverem desfeitos, retire do lume. Passe o molho ligeiramente com a varinha mágica. Deve ficar cremoso mas não um puré (eu gosto que ele fique com alguma textura).

Tudo junto!
Com muito cuidado retire as folhas de couve e estique-as num prato ou na tábua.
Coloque uma colher de sopa bem cheia de recheio no centro e faça uma trouxa, enrolando primeiro a parte do caule, como indicam as imagens.
Para garantir que as trouxas não abrem, trespasse-as com um palito.
Leve a panela com o molho de tomate de novo ao fogão, em lume brando, e, com muito cuidado, junte as trouxas de couve e deixe apurar durante 10 mn, tapado.

Sirva com carinho!

6 comments

  1. Maria, esta receita veio mesmo a calhar! Tenho ali uma couve no frigorífico que queria usar para fazer algo deste género, ia rechear com lentilhas mas com arroz de legumes e maçã parece-me excelente ideia, vou experimentar! 🙂

  2. Hmmmm, parece-me tão tão bem 🙂 Mas vou experimentar com geleia de arroz em vez do açúcar, que tento não usar. Será que fica bom na mesma? Logo digo!! 🙂

    abraço**rita

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*
*