Eu não sei como é que vocês se alimentam. Eu estou aqui no meu cantinho em frente ao computador e vocês no vosso cantinho em frente ao vosso, sem vermos o que cada um está a fazer (e ainda bem, que o meu cabelo hoje acordou selvagem).
Confesso que só há pouco tempo é que me tenho rendido aos prazeres da comida saudável. Tem sido aos poucos porque acabo sempre por me desculpar a mim própria pela falta de tempo e de paciência.
Ser vegano é ser necessariamente mais saudável, mas só até certo ponto. Se eu me alimentar apenas de batatas fritas e coca-cola estou a ser vegana mas não estou a alimentar-me bem, certo?
Isto vai aos poucos, há hábitos difíceis de mudar, sobretudo por COMODISMO. “Ah, queria comprar fruta e legumes biológicos, mas a mercearia fica tão longe do meu sofá…”, “Ah, apetecia-me tanto um sumo fresco e natural mas só tenho este aqui de pacote…” Revêem-se nestes dilemas? Eu sim.
A minha proposta (in)decente para vocês é a seguinte: Bora lá mudar. Junta/os vai saber muito melhor. Eu vou-vos pondo a par dos meus vícios diabólicos e de opções saudáveis para os contornar. E vocês fazem o mesmo. E eu prometo que partilho tudo por aqui e via facebook.
E atenção, isto não é para ficarmos jeitosas/os até ao Verão para depois voltarmos ao mesmo! É mesmo para ficarmos gostosas/os por dentro e por fora por muito e muito tempo. Vale?

(Para que fique registado: eu devorava Coca-Cola, usava adoçante em tudo, comia comida processada, a maior parte das minhas refeições incluía um enlatado, era viciada em sumos Light, não tinha horas para comer e começava o dia com uma chávena enorme de café carregada com adoçante, entre muitas outras coisas que nem lembram ao Diabo. Em pouco tempo mudei imenso e o meu corpo também. São estas transformações de hábitos que eu quero partilhar convosco e que gostava muito que partilhassem comigo. Embarquem nesta viagem comigo, contem-me as vossas dicas e partilhem as vossas receitas!)

16 comments

  1. Revejo-me perfeitamente e tenho tentado contornar alguns vícios para tornar a minha alimentação mais saudável, mas o comodismo é mesmo tramado! Vou acompanhar, acho que vai ser interessante 🙂
    (e eu não gosto de coca-cola mas sou VICIADA em bolachas e basicamente tudo o que seja doce, às vezes acho que sou movida a açúcar… 😐 )

    beijinho*

  2. Boa noite 🙂

    admito que os seus vícios assemelham-se aos meus; sou vegetariana porque (ainda) não consegui largar os chocolates e adoro coca-cola e batatas fritas. Sou igualmente adepta da fast food vegana (hamburgers, hot dogs, pizzas, etc) mas tenho procurado reduzir esse hábito alimentar, bem como o consumo do refrigerante e dos fritos. Gradualmente tenho substituído os chocolates por barrinhas de cacau cruas e a fast food por pratos completos e agridoces – seitan com abacaxi, tofu com maçã, etc – para compensar a gulodice 🙂
    Quanto à coca-cola, a média tem sido uma a duas por semana: para quem bebia todos os dias uma garrafa de um litro inteiro é uma vitória 8D

    Beijo*

  3. Por aqui o problema continua a ser apenas um… Doces! É certo que ser dona de uma pastelaria não ajuda em absolutamente nada, mas quero mudar isso. Quero mesmo resistir! Já deixei de vez a carne, como todos os dias sopa feita por mim, como mais saladas e mais fruta e, para ajudar, aderi novamente ao Prove (já ouviu falar?). Refrigerantes é raro beber e ando a deixar de usar açúcar e adoçantes no café e chás. Protanto, o que falta mesmo deixar são os doces. Tenho aqui uns 30 quilinhos armazenados que não me fazem falta nenhuma. Um passo de cada vez 🙂
    Beijinho

    1. Olá Carla! Adorei o testemunho! Eu também sou “obrigada” a provar os meus testes de doçaria 😉 Mas nesses dias fico sem fome para mais nada. Estou a preparar um post sobre o Prove e empresas que funcionam do mesmo modo. Acho um projecto super interessante!
      Há sempre pequenas dicas que são interessantes para partilhar entre todos. Se tiver ideias por favor partilhe connosco!
      Beijinhos

  4. Eu também tenho muita preguiça, por mais que queira e tente ser saudável por muitos dias/meses/para sempre, tenho preguiça porque os produtos/alimentos biológicos que necessito para o meu dia-a-dia ficam mesmo longe da cidade onde resido (pelos menos alguns) e quando me decido a fazer uma receita, falta sempre algum ingrediente, fico desgostosa!! Alinho contigo(consigo), vamos lá começar o que não custa nada se formos a pensar bem.
    Beijinho

  5. Olá! Que pena não nos vermos porque o meu cabelo hoje está amestrado! 😛 Fiz um brushing, o que é coisa rara!! 😉

    Eu não sou vegetariana exactamente devido a essa palavra: ‘comodismo’… Mas vou tentando cortar ao máximo, já há uns anos…
    Contudo, a preguiça, a falta de tempo e o frequente recorrer ao “só há isto no congelador”, aliado ao partilhar vida com um carnívoro que nem quer provar nada que não leve carne ou, por vezes, peixe, não ajuda. O ter uma filha de 14 meses que suga todo o tempo disponível também não!
    Mas vamos andando em baby steps 😉

    Como desde pequena tenho problemas de peso e tive que iniciar uma vida de dietas e pouco açúcar desde os 9 anos, os refrigerantes não entram na minha alimentação, muito menos gaseificados. Fritos também não faço, mas como todas as semanas porque fazem para mim…. e zumbas!eu como!

    Quanto aos doces (o meu graaande calcanhar de Aquiles), sempre foi a minha perdição. Por mim não comia refeições, passava logo para a sobremesa… Com algumas incursões na macrobiótica tenho tentado afastar-me dos açúcares (mesmo mascavado ou amarelo) e optar pelos adoçantes naturais, pelo que em casa não faço nada com esses venenos… Mas como-os noutros lados!!! 😉 O meu trabalho para este ano é evitar ao máximo, e quando não evito comer só um bocadinhoinho….

    Bem, e é só uma mini-partilha, que já vai num longo testamento!

    (Gostei mto da sugestão da mel para a substituição da fast-food, já que adoro fruta misturada na refeição! 😉 )

    **rita

    1. Olá!
      Eu sei! Tudo à volta parece complicar e tomamos sempre o caminho mais fácil! Mas não é necessariamente o melhor. E quando mudamos para melhor tudo muda à nossa volta para melhor também.
      Espero que as dicas sejam úteis para si! E contribua também para este novo “fórum” 😉

      Beijinhos

  6. Vegetariana desde o ano passado. No entanto, desde Janeiro decidi cortar mesmo tudo que tenha origem animal ( ainda comia ovos e peixe).
    Atualmente sigo um planeamento alimentar de um nutricionista para perder peso e combater o meu SCI ( sindrome do colon irritavel) o que significa que como de 2/3 em 2/3 horas e isso exclui doces, chocolates e fast food (claro).
    Estou a gostar porque nao passo fome! permite-me passar o dia a comer várias vezes MAS pouco de cada vez e como sou vegetariana tem que ser tudo saudável.
    tenho saudades de chocolate ( comia quase todos os dias) e de bolachas de chocolate! imensas saudades de pizza!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! e de sushi?????????? meu deus….
    por favor coloque uma receita de pizza caseira vegana sim???? 😉
    vou dando noticias…e leio os vossos comentarios !

    p.s ótima proposta.

    1. Olá Susana,

      Há receitas de pizza no The Love Food! Cá vão:
      http://thelovefood.blogspot.pt/2010/08/pizza-com-queijo-de-tofu.html

      http://thelovefood.blogspot.pt/2011/06/calzone-de-legumes.html

      Quanto ao chocolate, há uma maneira tão boa de alimentar o vício… já experimentou este: http://thelovefood.blogspot.pt/2013/11/creme-de-cacau-perfeito-melhor-do-que.html

      sem açúcar, com cacau… tenho sempre no frigorífico! Aguenta-se para sempre, e de vez em quando vou lá enfiar a colher 🙂
      Vá dando notícias!
      Beijinhos

    2. Obrigada pelos links. o da pizza ainda não tinha visto. O da nutella bem…fui logo experimentar quando o vi e adorei. é ótimo!!!! no entanto estou de regime por agora…
      Continue com o ótimo trabalho e venha ao Porto! iria fazer um sucesso, aposto 🙂

  7. Oláaa!
    Fiquei interessada na proposta indecente! Cá em casa temos algum cuidado com a alimentação, não somos vegetarianos mas consumimos produtos biológicos e tentamos fazer um uso equilibrado da carne e peixe – muita fruta e muitos legumes. Já sigo o The Love food há algum tempo e tenho introduzido algumas receitas vegetarianas (embora confesse que para os meus filhos não seja uma opção fácil).
    Só recentemente descobrí a moda dos batidos verdes em jejum e fiquei interessada, mas ainda não tive coragem para experimentar, não sei se por preguiça, se por medo do sabor :)))). Será que é desta?
    Beijinhooos! Vou seguir !

    1. Olá!
      Muito obrigada pela mensagem! Vêm aí várias sugestões para tornar a vida mais saudável, mas nem por isso menos saborosa! E aceitam-se sugestões!
      Os batidos verdes são bons, desde que bem combinados! Eu não sou super adepta, como imensos verdes, imensos legumes e imensa fruta durante o dia, não me parece que precise de mais 😉 Mas gosto de um bom batido de manhã, se possível com banana e cacau cru – parece uma gulodice mas é super saudável. E nesse pode-se juntar espinafres ou outro legume de folhas verdes que não só não se dá por isso (no sabor) como não fica verde.
      Beijinhos!
      Maria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*
*