Como sabem, a maioria dos cosméticos são testados em animais ou têm ingredientes testados em animais, o que vai dar ao mesmo. Esses testes são bárbaros, inúteis e não fiáveis, como já se veio a provar, mas continuam a ser feitos. As empresas que testam em animais têm os seus produtos mesmo ali à mão de semear, na prateleira do supermercado, e a preços mais baixos do que outras marcas que não testam e não têm os seus produtos em todo o lado (infelizmente).
Mas não são só os testes em animais que importam, quando falamos de cosmética. Primeiro, os produtos estão cheios de ingredientes cujos nomes são impronunciáveis. E, vai-se a ver, está a pôr nos seus lábios uma carrada de chumbo ou de outro ingrediente potencialmente nocivo. Segundo, há produtos que estão cheios de ingredientes animais, mas nem se dá conta. Quando estiver a fazer um smoky eye com sombras de cores e brilhos estrondosos, ou a pintar as suas unhas, está, provavelmente, a espalhar escamas de peixe nos olhos e nos dedos. As escamas já foram mais usadas do que actualmente são, e essa diminuição deve-se ao preço elevado do peixe, mas ainda o são. Por isso, se não quer que os seus olhos pareçam uma peixaria, compre cosméticos que não contenham nenhum ingrediente animal. Se vir que o seu baton vermelho, que lhe faz ter aquele sorriso vamp, tem dye carmine (carmim), saiba, desde já, que tem na boca uns largos milhares de insectos esmagados, de seu nome cochonilha. Este ingrediente também é vulgarmente usado para dar aquele tom cor-de-rosa às salsichas vegetarianas, e quem teve essa ideia deve realmente ter sido um iluminado.
Espero que, posto isto, da próxima vez que estiver na fila do supermercado e vir aquele creme que alisa a pele em 3 segundos, ou aquele baton que fica super giro com o seu novo top, pense. Reflicta com força. E dirija-se a uma loja de cosméticos que não use ingredientes animais nem teste em animais, porque a sua escolha, que pode parecer pequena, vale IMENSO. São muitas pequenas escolhas que fazem mudar o mundo e poupar muitas vidas. E, para além disso, não está a envenenar a sua pele com produtos estranhos e potencialmente tóxicos (se vir a lista das empresas que colocam toneladas de chumbo nos seus batons, vai ficar horrorizada/o).
Faça as suas compras na Pronatural, na Yves Rocher e na The Body Shop. A Caudalie (que pode encontrar em farmácias) e a Lush (está no Oeiras Parque e no Amoreiras), apesar de não serem certificadas pela BUAV, não fazem testes em animais nem usam ingredientes animais. A Jason (que pode encontrar à venda no Celeiro), tem protectores solares, pasta dos dentes, gel de banho, entre muitos outros produtos de excelente qualidade. Na Make Up International pode fazer as suas compras de maquilhagem online.  A Urban Decay é certificadamente vegana e cruelty free, existe nas lojas Sephora.
Ponha-se bonita/o com bons produtos. Faça boas escolhas. E tenha um bom dia!

20 comments

  1. Que excelente forma de avisar a população para a utlização de cosméticos naturais. A maioria das pessoas com quem eu falo sobre isto fica a pensar que eu sou uma lunática por ser uma consumidora tão cuidosa. A tua abordagem está perfeita, vou partilhar 😉
    Já agora: “Este ingrediente também é vulgarmente usado para dar aquele tom cor-de-rosa às salsichas vegetarianas, e quem teve essa ideia deve realmente ter sido um iluminado.” A sério? Não tinha conhecimento disto mas realmente não faz sentido nenhum! É cada iluminado -.-

  2. Excelente Maria! Pode por favor colocar algumas alternativas ao produtos que são testados em animais?
    Obrigado.
    Ricardo Ribeiro

    1. Obrigada, Ricardo. Pode encontrar produtos veganos, sem ingredientes animais e não testados em animais na Pronatural, Body Shop, Lush e Caudalie (estas duas últimas não são certificadas). No Celeiro, por exemplo, vendem a Jason, que tem pasta dos dentes, protector solar, etc. No site da Buav pode ver todas as marcas que estão certificadas, e algumas, como a Make Up International, têm loja online.

  3. Olá Maria.
    Das marcas apresentadas só a Yves Rocher tem vernizes, parece-me. Existem outras marcas veganas de vernizes para as unhas?
    Obrigada.

  4. Será a Body Shop uma marca fiável, mesmo depois de ter sido comprada pela L’Óreal?
    A L’Occitane também parece respeitar os animais e o ambiente… É recomendável?

    1. A The Body Shop manteve os seus ideais e política, apesar de ter sido comprada pela L’Oréal.
      A L’Occitane tem alguns produtos veganos, mas não está certificada em como não faz testes em animais ou não usa ingredientes que foram testados em animais. E não indica, nem na embalagem dos seus produtos nem no site, que não faz testes em animais. Po isso, não me parece recomendável.

  5. Li no site da Animal que a Caudalie começou a exportar para a China, que exige que todos os produtos lá comercializados sejam testados em animais. Isto significa que a Caudalie vai mandar testar em animais os produtos que exportar para a China. A Urban Decay (Sephora) é uma marca de maquilhagem e acho que é certificada. Conheço algumas marcas que dizem expressamente na embalagem que não testam em animais, mas não constam no site da BUAV, gostava de saber se são de confiar, porque são boas e não são caras… Ex: Biopha (Jumbo), Dr. Organic (Celeiro), Yes To Carrots/Tomatoes (Sephora)… Alguém sabe? Já agora, alguém sabe se a BUAV só inclui marcas comercializadas no Reino Unido e EUA, ou se inclui marcas que não são lá comercializadas? Pergunto porque sempre tive a ideia que uma empresa poderia não testar em animais mas não ser certificada por não comercializar nesses países… Obrigada pela ajuda

    1. Cara Carolina, as informações sobre as empresas de cosméticos estão no site das empresas e nas respectivas embalagens. Se têm essa informação, é de confiar. E uma coisa é serem ou não testadas, outra é terem ingredientes animais ou testados em animais, e essa diferença só é possível encontrar nas informações das empresas no site. A BUAV tem as marcas comercializadas no mundo inteiro, não apenas no UK e EUA. Mas a BUAV tem normas muito apertadas e existem empresas que não testam e que têm ingredientes veganos (como a LUSH) e que não estão certificadas pela BUAV.
      As políticas da China são sempre uma desgraça, e as empresas europeias vêem-se obrigadas a tomar más decisões para sobreviver, devido à crise que assolou a Europa. Mas essas empresas continuam a não testar os produtos que aqui se usam, e a usar ingredientes 100% vegetais, por isso são confiáveis.

    2. Uma marca que deixa nas mãos das autoridades chinesa a escolha de testar em animais ou não, não é uma marca isenta de sofrimento animal.

      Parte do e-mail que recebi da PETA sobre o facto da Caudalie não fazer parte da lista de marcas que não testam em animais mas sim da lista de marcas QUE TESTAM EM ANIMAIS: “PETA was shocked to find out that some companies claiming to be cruelty-free were secretly paying for tests on animals in China. Included at the end of this e-mail is a list of companies that have been taken off our “Companies That Don’t Test on Animals” list because they no longer meet our cruelty-free standards. Caudalie is one of these companies.”
      Não consigo dizer nem acreditar que marcas como a Claudie sejam “cruelty free” se elas própria promovem mesmo que indirectamente testes em animais.

    3. Obrigada Maria! Ainda bem que assim é porque alarga-se um bocado a escolha das marcas e dos produtos, torna-se mais fácil 🙂 Vou experimentar essa Lush, não conhecia. Mais uma vez obrigada

  6. olá, a Yves Rocher e a L Òccitane já não estão na lista cruelty-free da BUAV porque começaram a vender os seus produtos na China. Este foi o email que recebi da BUAV:

    Dear Ana,

    Many thanks for your email. Until recently Yves Rocher and L’Occitane were accredited under our Humane Cosmetics Standard (HCS). Unfortunately it is the case that they have now been removed from our standard due to the situation of the Chinese market. In nearly every country, it is now possible to sell cosmetics that have not been tested on animals; one exception is China where legislation requires many finished products to be tested on animals. It is unlikely that companies which export to sell in China are able to operate without testing on animals (even though it may be done through agents without their knowledge). The BUAV has, therefore, made it an explicit condition of certification that members do not export cosmetic products to sell on the Chinese market, unless they can show that they have been given exemption to not test on animals.

    We hope that as soon as China changes its regulations, so that no animal testing is required, a wider range of companies will conform to the standard.

    The BUAV is working to influence the Chinese government which may be reviewing its position. In the meantime, please be assured that companies endorsed by the BUAV continue to satisfy the very strict criteria of the Humane Standards, and are audited for compliance.

    I hope this helps answer your query.

    Kind regards

    Carol Petersen

  7. Olá, eu escrevi um e-mail à Yves Rocher e de facto confirmaram-me que vendem para a China, logo, permitem que os seus produtos sejam testados em animais para esse efeito.
    Não sei, se calhar sou só eu, mas faz-me muita impressão que uma empresa use como “estandarte de campanha” o facto de não testar produtos em animais mas permitir que esses mesmo testes sejam feitos sobre os seus produtos para serem comercializados.
    Queiramos ou não as empresas têm sempre como função última maximizar o seu lucro, o resto (as convições, os ideais) vêm depois.

  8. A pronatural utiliza o mel como ingrediente em alguns dos seus produtos. Sendo assim não é vegan, certo? Não compreendo como pode ter o selo da vegan society.

  9. Olá tenho uma questão a que não sei se sabe responder.

    Sou muito branca e no Verão faço alergia ao Sol, mas só às horas perigosas, se sair de casa ao fim da tarde embora esteja calor já não fico com comichão.

    Reparei que também é branca e vegan, gostaria de saber como faz no Verão em termos de protectores solares? É que só alguns me fazem efeito e eu não posso mesmo arriscar neste aspecto, porque se ficar com alergia passados uns dias tenho o rosto do dobro do tamanho e só indo levar injecções de cortizona é que passa, e eu já estou farta dessas injecções e das pomadas que dps tenho de meter na pele nos dias seguintes. No entanto gostaria mesmo mesmo de saber se há alguma alternativa eficaz e vegana.

    Todos os médicos me receitaram la roche posay, no entanto já experimentei outras que também fazem efeito, a bioderma, a piz buin e a uriage. Já experimentei a avene e não me fez efeito, mas pelo que falei com uma pessoa pode ser por causa do produto em questão, foi num dia em que me esqueci de levar protector solar e uma amiga minha me emprestou o dela, que até era de criança (não estava passado porque abri eu na altura e os pais dela são farmaceuticos) por isso pensei q até fosse melhor, mas não, fiquei cheia de comichão. Pelo que uma pessoa me disse, por ser de criança poderia ser mais para outro tipo de raios solares, não sei, que eu não entendo nada disso.

    Beijinhos

    1. Olá Catarina,
      Eu sou muito branquinha e tenho imensas sardas mas confesso que nunca tive nenhum problema de pele nem tenho qualquer problema com o sol. Uso o protector solar da Jason, que compro no Celeiro ou noutras lojas de produtos naturais. Pelo que tenho percebido, relativamente à minha pele, quanto mais químicos e protecção tiver o protector mais a minha pele reage, por isso deixei de usar completamente os cremes de farmácia e opto por cremes e óleos o mais naturais possível. Por isso gosto do da Jason, da Aubrey (https://www.rita-c.com/produtos/solares276) e da Bjobj (http://www.efeitoverde.com/Cat-80-Gama-solar.html).

    1. Catarina, a pele reage mais aos químicos presentes nos cremes do que propriamente ao sol. Experimente estas marcas que lhe recomendo e, durante o ano, não use o tempo todo cremes e cosméticos das farmacêuticas, prefira opções mais naturais e inócuas, como sérum de rosa mosqueta ou óleo de rosa mosqueta. Nenhum das marcas que referiu é vegana, e todas têm muitos ingredientes estranhos 🙂 Cada pessoa tem a sua solução para cada problema que surge, a mesma solução não funciona igual para cada pessoa, mas quanto menos corrosiva for a solução, melhor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*
*