O The Love Food está a evoluir, como projecto, de uma forma bastante natural, e está a tornar-se em algo mais do que apenas receitas. Pelo menos na minha cabeçaJ. Sem querer avançar muito, porque gosto de surpresas, vou simplesmente dizer que vamos inaugurar nestas páginas um tema que me é querido, e que é viagens e passeios. Como disse num post algures aí para baixo, adoro andar a laurear a pevide. E, felizmente, o meu trabalho permite-me trabalhar em vários lugares diferentes, em países diferentes, e eu aproveito! Por isso, vamos começar a indicar coisas bonitas para ver por aí, roteiros essenciais de algumas cidades do mundo e do país, para ver se vos abro o apetite para irem visitar. Se já conhecerem, ou se já lá foram e me escapou alguma coisa, se viram coisas que eu não reparei, toca a escrever nos comentários, para não ficar nada de fora.
A verdade é que acabamos por não conhecer o sítio onde moramos. Lisboa, por exemplo, tem lugares magníficos para visitar – que, normalmente, ou estão vazios ou carregados de turistas. E por aí em diante, que este rectângulo é pequenino mas tem muita coisa para ver.
Este Domingo passado fomos a Belém, porque o Mosteiro dos Jerónimos, o Museu Nacional de Arqueologia e a Torre de Belém são GRÁTIS ao domingo até às 14h. Se quiser ver o túmulo do Vasco da Gama e do Camões, entre muitos outros túmulos de reis do nosso país, que estão na igreja do Mosteiro (fica logo do lado direito) fica desde já a saber que aos Domingos há missa até às 11h30, por isso não se pode entrar. A não ser que queira ir à missa.
Por isso, levante-se cedo no Domingo, com coragem para enfrentar uma longa fila de turistas, leve as crianças se tiver, e vá até Belém. E dispense andar na caleche com um desgraçado de um cavalo que passa ali o dia inteiro ao sol.
No Mosteiro dos Jerónimos, exemplar perfeito da arquitectura manuelina, pode ainda ver o túmulo de Fernando Pessoa e de Alexandre Herculano.
Para vos abrir a curiosidade, o claustro do Mosteiro foi concluído em 1544, e o Mosteiro foi considerado património mundial da UNESCO em 2007. Segundo li, quase 93% dos visitantes são estrangeiros, o que não abona nada a nosso favor. Portanto, toca lá a levantar cedo no Domingo (ou noutro dia qualquer, desde que não seja à Segunda-feira, porque está fechado) e a mudar as percentagens.
Entrada para a igreja

Quantos portugueses aqui? 2!

Claustros de pedra rendilhada

Ou muito me engano, ou é o meu cãozito Rangel que está ali.

Túmulo de Fernando Pessoa

Love is everywhere!

 
No Museu Nacional de Arqueologia pode ver alguns tesouros da arqueologia portuguesa, e antiguidades egípcias. Se pensa que tem de ir ao Egipto para ver uma múmia ou um sarcófago, está enganado. Vá a Belém primeiro!

Ou muito me engano ou é a minha cadelita Pamela…

 

A Torre de Belém foi considerada Património Mundial da UNESCO em 1983, era uma fortificação e um ponto de defesa, daí estar cheia de canhões. Pode entrar nas masmorras onde várias personalidades foram presas. Depois disso, já foi um posto de saúde e correios! Hoje é apenas um monumento, felizmente, sem qualquer outra utilização senão estética. E é uma delícia para os olhos!

A vista da Torre é linda!

Posto isto, vá passear!

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*
*